Um relato sobre a cretinice feminina (relato do Batman)

| 29 comments
por Batman
Postado na cmm Homens Quem os Entende (HQE)


Fui numa boate ontem. Junto comigo foi a Bruna (mina que eu estou ficando) e o Pedro (irmão dela e parceiro meu). Fomos todos no meu carro, e isso é uma informação importante para a história.

O Pedro é gente boa, porém, absurdamente romântico. Mas eu estou tentando colocá-lo no caminho em que ele seja um pouco mais homem e menos patético.

Era festa de aniversário de uma amiga da Bruna, e entre elas, tinha uma que o Pedro estava completamente apaixonado... Camila.

Ele estava totalmente animado, pois já estava dando em cima dela a muito tempo e ela parecia corresponder; que ele ia chegar nela amarradão; que ia ser uma das melhores festas da vida dele; que ela tinha tudo a ver com ele; que eles ficavam até 2 horas da manhã no MSN conversando; etc., etc., etc.

Eu o avisei para não esperar tanto; que não tinha nada certo; que mulheres são meio complicadas; que se não desse certo com ela, teria outras lá. Porém, dele eu escutei o seguinte:

"Pow moleque! Você tem que parar com essas neuroses sobre mulheres! Tem que relaxar mais! Sei que existe muita mulher escrota, mas outras tantas são legais! Você está ficando maluco com isso!"

Respondi: "Então tudo bem. Só estou preocupado com você... mas se você diz."

Chegando lá, a night rolando e tal, mulher pra caramba. E conhecemos a Camila... que gata! Gata mesmo!

E estou vendo ele desenrolando com ela, colocando a mãozinha na cintura, falando pertinho do rosto...e ela só se esquivando. Ria das coisas que ele falava, era simpática, mas não o beijava.

Depois de mais ou menos 1 hora conversando, ele volta com aquela cara de babaca e fala: "Ela não quis ficar comigo cara!"

Não respondi.

Só que ela permaneceu perto da gente, junto lá com as amigas dela. Eis que surge um playboyzão fortão. Chegou junto na Camila, falou umas coisas no ouvido e os dois ficaram. O babaca do Pedro começou a chorar, não sei se de decepção, de raiva, de tristeza, ou sei lá. E falou pra mim:

"Fiquei o maior tempão investindo nessa garota, ela não fica comigo. Daí chega um bombado, fala com ela menos de 2 minutos e ela fica!"

Falei pra ele: "Cara... tem muita mulher na festa!"

Ele: "Não to mais no clima. Eu queria ser que nem você... tipo escroto com as mulheres...mas não consigo."

Eu: "Não sou escroto com as mulheres. Mas ainda que isso fosse verdade, mesmo assim, eu estaria melhor do que você. Isso porque você não consegue ser escroto com elas, mas consegue ser com você mesmo. você está de parabéns!"

Ele bebeu pra cacete e ficou lá numa energia péssima. Fomos embora. E, até então, eu não tinha nada a ver com aquilo.

Chegando ao carro, olhei em volta pra ver porque a Bruna tinha ficado pra trás, quando olho, lá vinha ela trazendo a Camila. Impressionante foi ver as duas chegando ao carro, com a certeza de que eu daria carona. Começou o diálogo:

Eu: "Você vai aonde?"

Bruna: "Ela vai de carona com a gente."

Eu: "Onde você mora?"

Camila: "Glória."

Eu: "Sinto muito... mas não é caminho para a minha casa." (e já fui entrando no carro)

Daí a Camila fez uma coisa que me deixa muito puto. Deu aquele sorrisinho do tipo "consigo o que quer de qualquer homem" e afinou a voz.

Liguei o carro.

Bruna: "Porra garoto! Deixa de ser imprestável!"

Eu: "Sua amiga não veio com a gente, ela que volte da mesma maneira que veio. Não tenho obrigação nenhuma de levá-la. Eu até poderia fazer esse sacrifício, mas ela defecou pra gente o tempo todo lá dentro."

Finalmente o babaca do Pedro fala alguma coisa: "É garota! Pede carona pro cara que você ficou!"

Camila: "Então isso tudo foi porque não fiquei com ele? Eu não sou obrigada a ficar com ele!"

Eu: "E eu não sou obrigado a te dar carona."

Nisso a Bruna puxou a Camila pra dentro carro e falou que eu TINHA que dar carona, que era um absurdo o que eu estava fazendo.

Nessa hora me deu raiva. Saí do carro, abri a porta de trás, sentei no bando de trás do lado delas e gritei: "SAI DO CARRO PORRA!"

As duas saíram mais rápido do que entraram. Saí dirigindo e deixei as duas lá. Do nada eu ouço um barulho no vidro de trás. Fui olhar e era o sapato de Bruna, ela tinha jogado no carro e gritou que me odiava com a cara toda borrada da maquiagem e das lágrimas. Não tive a menor pena e deixei as duas lá.

No caminho, Pedro fala: "Que isso moleque! Minha irmã!"

Eu: "Sua irmã não teve a menor consideração por você. Não bastou você estar numa situação ridícula, ela queria te colocar numa situação pior ainda. Mas no meu carro isso não acontece, ainda que você seja um merda, não vou fazer você passar por isso, não vou dar carona pra uma mulher que te sacaneou. Mas se você acha que estou errado, sai você também e volta com elas!"

Pedro: "Não cara! Tudo bem!"

Nessa história, muita coisa me impressionou. Primeiro a atitude da Bruna em trazer a Camila para o carro, como se o veículo fosse dela. Pior, a falta de consideração dela em fazer o irmão passar por aquela situação totalmente humilhante.

Fiquei impressionado também com a cara de pau da Camila em achar que eu daria carona. Se ela fez isso, é porque coisas semelhantes acontecem com certa freqüência pra ela, isso fez com que ela estivesse totalmente segura que eu a levaria. Os homens devem estar muito idiotas mesmo.

E o que mais me chocou foi o fato do Pedro me ver como alguém “escroto com as mulheres”, ao invés de me ver como o único que se preocupou com a dignidade dele, até mais do que ele mesmo se preocupou.

29 comments

Joao Labrego | 11 de setembro de 2012 21:43

Gostei desse blog se bem que não me interesso mais por conquistar mulheres já que sou casado há 18 anos e tenho 48 de idade.

Achei interessante porque o mesmo me mostra os erros que cometi no passado com a mulherada, o que me ajuda a ver a minha esposa como a melhor mulher do mundo ao menos para mim, pois a mesma, diante de minha ingenuidade e insegurança nunca se aproveitou de mim ou sequer procurou tirar vantagem de uma forma desonesta.

Anônimo 11 de setembro de 2012 23:30

Na sua epoca as mulheres se davam ao respeito ainda Joao, vc teve sorte de nascer nessa epoca !

00Gustavo | 15 de setembro de 2012 13:57

Caramba cara... Bom demais esse texto e melhor ainda, a sua atitude!

Anônimo 15 de setembro de 2012 23:40

Rapaz, parabéns. Costumo dizer: é preciso ser homem para fazer o que quer, mas só o macho faz o que deve ser feito. Está faltando atitude para os cuecas de hoje. Pronto, disse!

Jardel - PVH

Anônimo 23 de setembro de 2012 13:03

Meu velho, esse teu amigo é um bundão. Mas eu também tenho amigos assim INFELIZMENTE, o tolo nunca aprende com seus erros. Fazer o que né? Mas como amizade masculina é verdadeira, agente livra a cara deles sempre que puder. Qua, sabe um dia eles não despertam né?

Alan | 29 de setembro de 2012 20:57

Perfeito! Nunca tinha ficado tão orgulhoso ao ler um texto. Parabéns pela iniciativa de fazer algo assim. É o que falta hoje aos homens, provar que tem culhões frente a essas feminazis
Se eu tivesse feito algo assim na vida, nunca iria me arrepender, e faria tudo de novo milhares de vezes. Ainda tenho muito que aprender, sou novo na Real, mas posts assim nos fortalecem muito.

mutley | 30 de setembro de 2012 22:42

Mas que vagabundo mais sem noção, da um toco no cara e depois quer ir embora de caro no mesmo carro, que é do amigo dele, pqp, atitude viril e correta, fez sacanagem? tem que pagar no ato, tem essa de fingir que nada aconteceu não.

Monarca de mim mesmo - Ellington | 2 de outubro de 2012 23:58

És um homem muito digno, companheiro!

mateus | 12 de outubro de 2012 16:56

fantastico! vc resgatou um principio de dignidade em um rapaz que mau sabia o que era isso!!

Anônimo 30 de outubro de 2012 19:52

Sensacional! Foi um dos melhores relatos que eu li aqui! Isso mostra como elas que se dizem sensíveis e compreensivas, mas não estão dando a mínima para o que um homem pode sentir por elas. E acham normal que nós aceitemos isso! E que nós temos obrigação de fazer as vontades delas, só porque elas tem uma buceta!
O cara que relatou essa história, merecia uma medalha ao mérito!
Eu já fui um paspalhão romântico, que acreditava que se eu sempre fosse atencioso, simpático, solícito, fazendo sempre as vontades delas, eu seria aceito e teria o respeito delas. Como eu era IDIOTA, CRETINO e IMBECIL! Hoje eu penso diferente, nenhuma mulher vai mais me fazer de otário e capacho!

Bisteca | 11 de novembro de 2012 06:57

ai meu deus, vai ver o amigo do cara tinha mais labia na net do que pessoalmente e o outro soube falar melhor por isso a camila ficou com ele.
super estupida a atitude desse cara ae, só pq ela não ficou com o amiguinhu dele.

Renato | 21 de novembro de 2012 16:39

Ou um homem honra suas bolas, ou as mulheres farão delas bolinhas de gude...

Anônimo 21 de novembro de 2012 17:12

Galera vamos divulgar este blog. Mandem para seus contatos! ACHEI PHODA. Os homens precisam ACORDAR!

Anônimo 1 de dezembro de 2012 22:30

cara voce agiu fodasticamente,parabens!!!!

Anônimo 15 de janeiro de 2013 12:00

MANDOU BEM MESMO, PARABÉNS, HOJE EM DIA ESSAS PILANTRAS NÃO TEM VERGONHA NA CARA,MAS A CADA DIA MUITOS IRMÃOS ESTÃO SAINDO DA MATRIX,E SUA ESTÓRIA CONTRIBUIU PARA A EVOLUÇÃO DE TODOS NÓS.

Anônimo 24 de janeiro de 2013 11:58

Man, vc fez bem.. achei correta a maneira que vc lidou com a situação, mas veja bem só nao podemos levar tudo nessa perspectiva.. eu sou idiota mas percebo que nunca deixaremos de pagar pau pra uma mulher, nunca mesmo.. só podemos diminuir a o numero de vezes que elas nos sacaneam, e outra coisa, tudo me levar cre que a Bruna terminou contigo.. então diante de tudo o que disse, imagine se toda sacanagem que a mina fizer vc reagir assim, então nenhum homem namoraria. Entao afirmo, sua ação foi certa mas tem que haver uma ponderação nisso aee.

Anônimo 26 de março de 2013 08:37

Mandou ver, Batman. Salva a dignidade desse tal de Pedro parceiro seu.

Coloca ele na linha, não precisa sofrer tanto pra aprender a ser homem e ter honra.

Agora pra você ver, até a irmã do carinha se mostrou uma imprestável...

Força aí, camarada!

Anônimo 2 de abril de 2013 09:38

Porra Batman vc foi o cara nesta história. O que vc deu uma liçao de respeito e dignidade a um sistema que existe para nos fazer de otários. Vc foi um cara amigo e demonstrou mais respeito pelo seu cunhado que a própria irmã. Muita força e luz no seu caminho e que sua presença sirva para iluminar os que estão ao seu lado.

Anônimo 3 de abril de 2013 21:18

mano gostaria que o dono do blog machismo esclarecido me tirasse uma dúvida, eu na época de escola era um cara extremamente sério, só as vezes com pouco senso de humor, as meninas me chamavam de arrogante e narcicista, e me queriam como lider na sala, elas pediam algo imprestado para mim, eu dizia curto e grosso não, mano o que elas queriam dizer que eu era arrogante, elas estavam a fim de mim, responde ai, por favor.

Soldado | 3 de abril de 2013 23:21

Anônimo 3 de abril de 2013 21:18,

Sim, elas estavam a fim de você.

Anônimo 7 de abril de 2013 12:25

Lendo esse artigo e muitos outros percebi que eu era(sou nem sei mais) um MERDA, e não uma merda comum mais sim aquela merda que quando pisa fica preso no sapato. Tudo que eu sabia que era normal agora esta num conflito miserável na minha mente, cara até a minha mãe já penso que é um puta,pois já vi e presenciei coisas e sei de coisas que os meus irmão nem saibam, Cara o meu pai e a minha mãe merecem somente a minha compaixão. É FODA SABE A VERDADE.

Soldado | 7 de abril de 2013 20:10

Anônimo 7 de abril de 2013 12:25,

O Silvio Koerich já falou uma vez sobre o lado obscuro das mães. Não que eu concorde com tudo, mas vou postar aqui o que ele disse:

"Uma pequena real sobre nossas mães

Nossas mães a maioria tem lado obscuro fortíssimos mas é um tabu violento mencionar isso.

As nossas mães é que criaram essa nova geração de mulheres.

E como são essa nova geração de mulheres? Promíscuas, nojentas, imundas, cruéis, escolhedoras de trastes, mentirosas, manipuladoras.

Nossos pais acostumados a deixar a criação pras mulheres acabaram acordando tarde demais pra realidade do que criaram.

Uma geração de monstras que estão destruindo a civilização ocidental.

Nossas mães contribuíram diretamente pro esfacelamento da sociedade. E pra o que nós homens sofremos hoje."

Anônimo 7 de abril de 2013 21:33

Sou o 7 de abril, O conflito na minha mente é tão grande que até a namorada do meu irmão estou desconfiando dela, cara o meu pai trabalha na policia federal só que engravdou 3 mulheres(contando com a minha mãe) e hoje ele mora de aluguel, comprou um carro fulero usado do anos 2000 e hoje os amigos dele estão ou casado ou solteiro com casa própria e guiando de ford fusion pra cima. tinha um mina que eu gostava e muito e fiquei quase 2 anos tentando saber sobre e as coisa que ela gostava e praticamente todo o bairro onde eu morava sabia que eu gosta dela até as irmãs dela, só que eu não tinha um pessoa para me ajuda com informações de como agir, ai tomei coragem e fui falar com ela chamei ela e falei que gostava dela e que queria namora com ela.ela foi e falou: eu não gosto de namora prefiro fica.eu olhei pra ela e sorri e falei que fiquei 2 anos tentando conquista ela enem deixei ela falar dei um abraço nela e fui embora, deixando ela plantada na porta. cara eu devo ter algum problema. Cara eu devo ter muita sorte de não te virado um bandido o algo pior.

Anônimo 13 de maio de 2013 19:04

Du Caralho, sempre que posso volto aos blogs masculinstas, é uma forma de dar uma energizada, voltar a cabeça pro lugar.
A MAtrix é uma merda e a ignorancia de achar que estamos livres dela, acabamos nos ferrando e sendo pego pelo turbilhoa de emoçoes, e quando o cacete nao ta satisfeito, merda sempre acontece.
Du caralho o relato e exatamente o que precisava de ler hoje.

Kukuren | 9 de junho de 2014 14:54

Tu é um sujeito de sorte!

Anônimo 6 de junho de 2016 21:34

Tive um orgasmo mental, lendo essa história! Ta de parabéns, e pal no c# dessa vaca!

Anônimo 4 de agosto de 2016 19:59

Inspirador...

Rogério | 17 de outubro de 2016 19:18

PU7A QU3 P4R1U! Tu és foda mano! Parabéns pela atitude de salvar um brow!

Postar um comentário