Saiba por que as mulheres têm uma vida afetiva, social e sexual MUITO mais fácil que os homens

| 7 comments
por Silvio Koerich
Backup do blog do Silvio por Soldado


Uma das coisas mais óbvias pra qualquer homem que parou pra pensar um pouco nessa sua vida de merda é as diferenças de vida de uma mulher e de um homem.

As mulheres têm uma vida ridiculamente mais simples, fácil, leve e tranqüila que a dos homens. TUDO pras mulheres é mais fácil. Eu fico abismado de ver como as mulheres são incrivelmente beneficiadas em tudo o que fazem e planejam na vida e de como ainda tem a CARA DE PAU de reclamar que sua vidinha é mais difícil e que os homens têm tudo fácil porque “mijam em pé”. Eu vou PROVAR que a vida feminina é mais fácil de uma vez por todas. A foto acima explica bem isso. Elas são carregadas no colo pelos homens, pelo governo, empresas e pelas suas congêneres. Não tem dificuldades. Elas têm hordas de caras pra levarem elas pro topo.
_________

VIDA SEXUAL FEMININA X MASCULINA

Imagina você homem, ter o poder de transar COM KEM QUISER, NA HORA QUE QUISER, ONDE QUISER? Sair na rua e receber cantadas, olhares e com apenas um “oi” ou mexendo o cabelo ou ainda falando na cara dura “vamos transar” e conseguir?

Imagina você homem podendo ter esse poder e ainda por cima elas te levando pro motel, pagando o motel, pagando cervejinha e talvez pra dar um agrado levando pra jantar. Ter alguém em que tu ligas vai correndo pra tu transar com ela? Ter o poder de fazer isso com a maioria das pessoas que encontra?

Visualizou? Este é o poder sexual feminino. Elas, das feias, das gordinhas, das tops, desde que não sejam completamente deformadas (e ainda sim conseguem) tem o poder de transar com a maioria dos homens que conhecem, a qualquer momento. Elas podem ir na eskina e levantar a saia ou dar um olhar mais demorado e terá FILAS de homens, de todas as classes sociais, beleza e personalidades pra fuder.

Portanto, as mulheres para terem sexo bastam levantar a saia e estalar os dedos.
Elas têm uma facilidade de arranjar machos que ultrapassa qualquer recurso no mundo. Água é escasso, dinheiro é escasso, petróleo, bens materiais, TUDO NO MUNDO É ESCASSO. Menos uma coisa: Homens pra mulheres. Nunca são escassos e sim são INFINITOS. E o que é infinito não é valorizado. (Silvio Koerich)

- Os homens precisam aprender a serem extrovertidos, ter carro, grana, personalidade, confiança, jeito, pegada, iniciativa, ousadia, bom emprego, sair muito, ter vários amigos, ligar, conversar por horas, aprender sobre ela, malhar pra não terem barriga, serem fortes, altos, fodões, alfas e outras merdas absurdas.

- Imagine que elas têm esse poder de fuder com kem kiserem. Porque elas ficariam só com um? Ora simples, elas NÃO FICAM. Elas namoram mas traem muito mais que os homens porque poder corrompe, e ter esse poder sexual de ter O HOMEM KE KEREM pra transar e se contentar com um é algo que ninguém resiste.

- As mulheres botam qualquer roupa e makiagem e ficam gostosas pois enganam bem, com saltos etc. Homens não podem disfarçar gordura, magreza, falta de altura, pele e cabelo ruim. As mulheres tem arsenais de beleza e são elogiadas por isso. Um homem não pode fazer nada. Ele só pode contar com o seu corpo cru mesmo. Mulheres quando malham ficam rapidamente gostosas e tem rápidos resultados pois qualquer perna de fora, por mais fina que seja é bonito.

- Um homem com braços finos e pernas finas de fora de regata é patético e não é bonito. Um homem demora em média 3 anos para ficar com um corpo um pouco melhor. A mulher em 6 meses está com coxas mais grossas porque elas só malham esta parte do corpo portanto tem resultados mais rápidos.

VIDA SOCIAL FEMININA X MASCULINA

- As mulheres se pedem ajuda na rua são logo ajudadas. Se tem problemas e estão perdidas são logo atendidas. Nas lojas, são melhores atendidas. Na escola ao pedirem ajuda ao professor/professora são logo atendidas com sorrisos e boa vontade. Se uma menina faz bagunça é repreendida de forma mais calma.

- Um guri que peça ajuda na matéria pelo professor recebem bem menos vontade e cordialidade e paciência na explicação. Um guri fazendo bagunça ou agitado é dado remédios pra hiperatividade ou recebe duras broncas.

- Os homens quando tem problemas de timidez são escurraçados como froxos, bananas, fracotes e sem iniciativa. As mulheres tímidas são tidas como misteriosas, decentes, puras, reservadas e são respeitadas por isso. As mulheres quando tem problemas emocionais recebem compreensão e ajuda ao redor. Uma mulher chorando é acudida rapidamente, uma mulher com dor e tristeza tem um cinturão de amigos e amigas prontas a ajudá-la

O homem se chorar ou tem problemas emocionais recebe tapas na cabeça e é chamada pra balada pelos amigos homens. Pelas mulheres, simplesmente é execrado e excluído como froxo, fraco, chorão e “sem pegada e força de vontade” e todas ficam com nojo e vômito.

- As propagandas na TV sempre colocam as mulheres como mais inteligentes, espertas e resolvedoras de problemas. Outdoors com mulheres segurando homens pela coleira não são incomuns.


- Se uma mulher é ameaçada de agressão na rua ou é agredida, os homens correm para ajudá-las. Se uma mulher é estuprada, os homens matam o estuprador na rua ou na prisão.

- Um homem se é estuprado perde todos seus amigos e nunca mais casará e namorará alguém do seu circulo social. Se um homem é agredido na rua todos ficam olhando, e se ele apanha todos começam a rir ou o tem por frouxo. As mulheres ficam com nojo de namorar ou casar um cara que apanhou na rua. Um homem não hesita em namorar e casar e cuidar de uma mulher que apanhou de outra na rua.

VIDA AFETIVA MASCULINA X FEMININA

- As mulheres arranjam namorado facilmente. Onde quer que uma mulher, mesmo que feia, vá, recebe olhares apaixonados, de volúpia, admiração. As mulheres estão sempre sendo elogiadas e admiradas e com homens querendo namorá-las e apresentá-las pra família. Homens estão sempre querendo conhecê-las, e inclusive aprendem hobbies e musicas que elas gostam pra se aproximarem delas para terem afinidades e agradá-las. Que mulher faz isso? Nenhuma, elas sabem que só por terem peitos este é o esforço mais nobre que elas fazem pra conkistar um homem

- As mulheres não precisam fazer nada pra conquistar um homem. De fato elas não fazem nada. Elas sentam e esperam o homem. Fazem pequenos sinais, sorriem aqui e ali e pronto deixa o trabalho tudo na mão dos homens que sofrem terríveis problemas pra decifrá-las, agradá-las, não errarem nenhum passo da listinha ridícula mental feminina.

- Mulheres nos namoros recebem mais carinho, mais atenção, mais sexo e mais esforço por parte dos homens. Não é incomum ver homens levando e buscando mulheres na rodoviária, aeroporto, esperando elas irem embora, pegando na faculdade, comprando presentes, planejando dia dos namorados, planejando viagens, motéis tudo pra agradar a mulher. O contrário não é tão comum.

- As mulheres dão 5% na relação e recebem 90% dos homens. Um sinal de carinho ou sexo mais bem feito é tudo o que o homem sabe que pode esperar das mulheres. Já os homens precisam estar atentos 100% do tempo nelas, nas suas vontades, desejos, necessidades, humor. Qualquer erro elas já fazem estardalhaço, reclamam do cara pra amigas e ameçam de trair.

- Pra finalizar os homens ainda sabem que não podem exigir carinho e atenção, pois serão tirados pra frouxo. Quem deve receber isso é sempre a mulher e o homem deve ser a “fortaleza” e se contentar com o que ela estiver no humor de dar afeto. Ele sim deve estar sempre pronto a satisfazê-la neste sentido
- As exigências que as mulheres colocam em cima do homem no namoro e na vida afetiva é simplesmente 1000 toneladas mais pesada que o que o homem faz.

VIDA ECONÔMICA MASCULINA X FEMININA

- Mulheres recebem muito mais presentes dos homens que as mulheres e isso é provado. Os homens gastam MUITO mais em média nos relacionamentos que as mulheres. Um relacionamento é um peso financeiro pro homem, enquanto pra mulher é muitas vezes um alívio, mais do que ser solteira.

- Os homens pagam muito mais estudos das mulheres do que o contrário. Os homens pagam muito mais aluguéis, dão carros, presentes pras mulheres. Os relacionamentos na maioria o homem paga mais as contas da casa que a mulher.

- As mulheres arranjam emprego mais fácil porque são tidas como mais competentes.

- As mulheres têm mais vagas na faculdade e são maioria no ensino superior. Os homens estão ficando pra trás e ninguém faz nada.

- Os homens nas famílias pobres precisam sair pra trabalhar e ajudar na casa. As gurias são poupadas e colocadas para estudar.

- As mulheres fazem cursos que gostam pois não tem pressão pra ganhar grana e podem contar com o casamento e namorado e família que não vai chamá-la de “vagabunda”. O homem precisa fazer cursos que façam grana pois homem sem grana nunca namorará, casará e se fracassar a família e sociedade o taxarão de vagabundo fracassado. E nenhuma esposa ou namorada irá socorrê-lo.

- A pressão para ser bem sucedido é muito maior nos homens que nas mulheres.

- As mulheres recebem mais dinheiro governamental de bem estar social. Há mais programas governamentais pras mulheres. As mulheres tem mais instituições dedicadas a elas que o contrário. As mulheres tem a preferência nos albergues com suas crianças.

OUTROS FATORES FEMININOS X MASCULINOS

- A maioria dos mendigos são homens. A maioria dos sem teto são homens. 80% das mortes violentas são de homens. A maioria dos presidiários são homens. O número de estupros nas prisões são enormes. O homem jovem sofre de violência muito mais vezes do que as mulheres jovens. Um homem está mais exposto a drogas e violência do que as mulheres. As mulheres são apenas 5% da força de trabalho dos trabalhos mais perigosos do mundo.
______________________

Onde a vida da mulher é mais difícil que o do homem? Onde está a dificuldade de ser mulher? O que elas têm de desvantagem?

A vida feminina é MUITO mais fácil que a dos homens. Qual a vantagem de poder se embebedar e dar em cima de todas e voltar pra casa sozinho? A mulher não se embebeda, precisa ficar mais na dela, mas em apenas um estralo transa com 3 ao mesmo tempo.

Andar sem camisa na rua? Mijar em pé? Não menstruar? Poder comer todas (elas é que podem transar com kiser a hora ke kiser)? Se esses são os argumentos pra dizer que os homens têm uma vida mais fácil, então amigos, já vimos que as mulheres só reclamam por reclamar e o fazem como estratégia pra ganhar ainda mais privilégios ou pra tu não enxergares o PASSEIO NO PARQUE que é a vida feminina!

Acorde! Mate o cavalheirismo, elas tem vidas fáceis, chega de direitos é hora de deveres.

Os 6 principais desejos e instintos femininos

| 30 comments
por Soldado (com base em Nessahan Alita)
Texto baseado em Nessahan Alita.

1- O desejo de serem amadas/desejadas continuamente – o “desejo de continuidade”

Os homens desejam as mulheres. As mulheres desejam o desejo dos homens.

A idéia de serem desejadas deixa as mulheres felizes: "A felicidade do homem se chama 'Eu quero'. A felicidade da mulher se chama 'Ele quer'." (NIETZSCHE, 1884).


As mulheres querem ser desejadas (admiradas, amadas, perseguidas, etc.) porque isto lhes garante benefícios, as faz serem invejadas pelas rivais e eleva a auto-estima (alimenta o Ego).

A auto-estima de muitas mulheres é definida pela quantidade e qualidade dos machos que a desejam e perseguem. Necessitam sentirem-se desejadas, razão pela qual incessantemente criam mecanismos para se exporem ao desejo e se esquivarem dos machos que já conquistaram. Desejam ser perseguidas para que possam repudiar o perseguidor e contar isso a todos, chamando a atenção para seu poder de fascinar e atrair.

Agrada-lhes muito rejeitar assediadores. A rejeição é altamente gratificante por elevar-lhes a auto-estima. É por isto que se insinuam, simulando estarem interessadas, para nos rejeitarem amavelmente em seguida – o clássico jogo de atrair e repelir (“seduzir e esnobar”, “provocar e rejeitar”, “puxar e empurrar”, “yoyo” etc.). Quando não podem rejeitar, ou seja, quando ninguém mais as quer por estarem “feias”, tornam-se depressivas. Rejeitar ao invés de ser rejeitada é uma das insanas obsessões do inconsciente feminino.

 O que alimenta o comportamento das “espertinhas” é a ideia inconsciente de que você estará disponível, mesmo após muitos anos, como um pneu sobressalente (elas são tão caras-de-pau que até chegam a chamar essa artimanha de “manter o step”). Se apoiam nesta idéia e não sentem a menor necessidade de enfrentá-lo.

É por isso que elas enrolam, enrolam, enrolam e ficam “cozinhando” os pretendentes. Por isso que elas mantém homens na "zona da amizade".


O apaixonado não é valorizado porque está sempre disponível. O mesmo vale para o assediador.

Não cuidarão de preservar o macho ao seu lado caso se sintam seguras. Apenas o farão antes de conquistá-lo ou sob a ameaça real de perdê-lo. Somente entregam seus tesouros em situações extremas. O amor que oferecem em situações normais é comparativamente um lixo.


Como afirma Francesco Alberoni, o erotismo feminino é contínuo e o masculino descontínuo. Isto significa que gostamos de começar, concluir e reiniciar enquanto nossas queridas manipuladoras querem sempre o contrário: a permanência. Querem ser permanentemente amadas, desejadas e perseguidas; lutam pela manutenção da permanência e sentem aversão pelo término, pela conclusão.

A indefinição é o meio do qual lançam mão para conseguir a permanência: permanência da paixão masculina, da perseguição, da subserviência dos machos por toda a eternidade.

Todavia, nada disso significa que a mulher considere o macho desejante atraente. Mesmo considerando-o repulsivo, ela ainda busca dar um jeito de preservar o seu desejo em tempo integral, por meio de comportamentos ambíguos e contraditórios, que deixam o pobre homem repulsivo na dúvida eterna. A dúvida eterna é a garantia da continuidade eterna. As mulheres não sentem remorso em usar os homens como escravos emocionais porque consideram que os sentimentos justificam moralmente o ato. Para as mulheres, é certo aquilo que provoca sentimentos agradáveis e errado aquilo que as desagrada emocionalmente.


Portanto, as espertinhas:

1) Tornam-se inacessíveis após a conquista do homem, para que ele preserve o sentimento que elas geraram.

2) Tentam nos induzir a correr atrás delas para terem o prazer de nos repudiar.

3) Necessitam contínua e loucamente comprovar que sofremos por elas.

4) Não sentem o menor escrúpulo em usar os sentimentos alheios.

2- O desejo das características úteis do homem, não do homem em si – o “desejo utilitarista”

Os homens desejam as mulheres. As mulheres desejam as características úteis dos homens.

Elas não nos amam em simples retribuição automática ao nosso amor, ou seja, simplesmente por as amarmos ou desejarmos. Desejam nossas características atraentes e não nossa pessoa em si. Isto se explica pelo fato de que suas necessidades estão muito além do acasalamento: necessitam criar e proteger a prole.

Logo, não sentem falta dos machos em si mas apenas de suas atitudes em contextos utilitários. Nós, ao contrário, as amamos em si mesmas, isto é, de forma direta pois nossa meta existencial é acasalar. Queremos transmitir nossos genes contra os genes de outros. As amamos em corpo, de forma direta. Somos amados indiretamente, em termos de função e utilidade. Nossa falta não é sentida fora de um contexto utilitarista. A meta existencial masculina é acasalar, fecundar e garantir a transmissão da herança genética contra machos rivais. A meta existencial feminina é a criação da prole, a qual passa diretamente pela formação da família.

O instinto masculino é ter sexo, o instinto feminino é ter bebês. Os homens que não se interessavam no sexo físico e as mulheres que não tinham bebês se tornaram extintos há muito tempo.

Para nós o sexo é fim; mas para elas é meio, pois o fim é a criação dos filhotes. Em outras palavras: o amor feminino é destinado aos filhos e não aos machos. Nietzsche afirma que a meta das mulheres é o filho: "Na mulher tudo é um enigma e tudo tem uma só solução: chama-se gravidez. Para a mulher o homem não passa de um meio. O fim é sempre o filho." (NIETZSCHE, 1884) Portanto, elas não gostam de sexo como parecem e não notam nossa presença nas ruas simplesmente porque não têm o ato copulatório como meta existencial.


Mesmo as ninfomaníacas não são movidas pelo simples desejo genitalizado como supõem os desconhecedores. São impelidas ao ato por outros motivos: aceitação, auto-estima, competição, curiosidade, dinheiro, gratidão, medo, orgulho, tristeza, vantagens, vingança, etc. Saiba que as mulheres não gostam tanto do sexo em si e te enganam. Há mulheres inorgásmicas extremamente promíscuas.

Os motivos que levam uma mulher a assediar ou procurar um homem podem ser vários: escravizá-lo pelo amor, para que trabalhe ou dê dinheiro sem ganhar nada em troca; provar que não está "encalhada"; fazer inveja às rivais; vingar-se; provocar ciúmes em outro homem; descobrir o que se oculta por trás do comportamento intrigante; ser protegida contra ameaças de todos os tipos; provar a si mesma que tem o poder de atrair o sexo oposto; testar o próprio poder de sedução; conseguir um substituto para o desaparecido pai biológico da criança que carrega no útero; verificar se os homens a consideram feia e desinteressante; ter segurança contra possíveis abandonos futuros; usá-lo como muleta emocional depois de ser rejeitada por outro macho etc.

Jamais o assédio perpetrado por uma fêmea humana será devido a um desejo exclusivamente sexual ou amoroso, como todo mundo quer fazer parecer. Homens jamais são perseguidos pelas mulheres por motivos exclusivamente sexuais ou amorosos, mas sim por outros motivos, tais como dinheiro, destaque, proteção, segurança, necessidade de dispor de um otário para servi-las, auto-afirmação etc. Elas não o querem simplesmente por sexo ou por amor, ainda que assim o digam, mas principalmente para usá-lo de outras maneiras.

3- O desejo de ter um homem superior (aos outros homens e a si mesma) – o “desejo hipergâmico”

A loucura feminina é a superioridade do macho em todos os sentidos e campos possíveis. São atraídas por sinais de superioridade: altura, inteligência, dinheiro etc. mas principalmente por indiferença, determinação e segurança. Rejeitam sinais de inferioridade e fraqueza: baixa estatura, pobreza, burrice, sentimentalismo, romantismo, submissão, assédio, bajulação, adoração, dúvida, vacilação, insegurança etc.

Amam a superioridade: as alunas querem os professores. As estagiárias os chefes. As pós-graduadas os doutores. As enfermeiras o médicos. As fãs os artistas. As torcedoras os jogadores de futebol. As baixas desejam os altos e as altas desejam os mais altos ainda! As alemãs desejavam Hitler e as russas, Stalin (ALBERONI, 1986).

Quanto maior for a distância, maior será o desejo, o que explica os gritos histéricos e desmaios de mulheres em shows. Os “inferiores” são rejeitados. A superioridade é definida pelo contexto social.


Como querem coletar os melhores genes, costumam estar insatisfeitas com o companheiro que têm ao lado e suspirar por outros que lhe sejam superiores na hierarquia masculina. Nós, na contramão, lutamos para preservar nossa herança genética afastando todas as possibilidades de que nossa parceira seja fecundada por quaisquer outros que não sejam nós mesmos. Tais tendências instintivas as levam a se expor ao desejo de outros machos, muitas vezes nos enganando, o que nos obriga a ser extremamente cuidadosos. Portanto, é absolutamente normal que não queiramos ninguém por perto de nosso território além de quem autorizamos.

Não se envergonhe e não aceite que digam que você é ciumento ou inseguro quando quiser que sua fêmea mantenha seus potenciais rivais a cem quilômetros de distância. (Também é comum te acusarem de ser "machista".) Não aceite gratuitamente, sem explicações satisfatórias, que ela deixe outros machos se aproximarem. É um direito masculino legítimo.

4- O desejo da servidão dos fracos (provedores) e da satisfação dos fortes (reprodutores) – o “desejo duplo

1) O desejo feminino tem duas faces. Uma face corresponde ao desejo de ser fecundada pelo portador dos melhores genes, isto é, ter sexo. A outra face corresponde ao desejo de ser preservada contra tudo o que seja desagradável. Neste segundo caso, o desejo é ter um provedor de bens materiais, um macho-utilitário, um escravo emocional etc. Ao homem será destinado um ou outro papel conforme seu perfil e conduta.

2) A grosso modo, podemos dividir os machos procurados em dois tipos: o provedor e o amante. Lutam incessantemente para submeter a todos; quando se deparam com um que não se submete, este se torna um grande problema emocional. Os que se submetem servem para serem provedores (amigos inofensivos ou maridos) e os que não se submetem servem para serem amantes, recebendo carinho, amor e sexo de boa qualidade.


3) Possuem um desejo duplo (bidirecional). Desejam a servidão dos fracos e os genes dos fortes. Querem dominar os débeis e carentes para explorá-los como amigos ou maridos criadores de sua prole, ao mesmo tempo em que sonham obter a afeição dos homens destacados, promíscuos e insensíveis. Os fracos, quando aprisionados, recebem sexo, carinho e amor em quantidades mínimas, apenas o suficiente para serem mantidos presos.

4) Alguns são desejados para serem escravos, meros provedores de segurança financeira e amorosa. Outros são desejados para serem machos reprodutores, para se acasalarem.

5) O desejo feminino é duplo (tem dois sentidos): para o sexo ardente e selvagem são escolhidos os cafajestes insensíveis, promíscuos, maus e cruéis; para a "zona da amizade" e para o casamento são procurados os bons, fiéis, honestos e trabalhadores. Logo, a melhor parte muitas vezes é destinada aos que não prestam e a pior é destinada aos politicamente corretos.


5- O desejo de testar o apego, a dependência, os limites, as reações, o valor masculino – o “desejo de testar”

Por que solicitam que o homem seja romântico, sensível e se entregue?

A fêmea humana solicita incessantemente que o macho mostre suas fraquezas e se entregue, mas, simultaneamente, considera aqueles que o fazem débeis e desinteressantes, traindo-os com outros mais fortes, que não as amam. Essa aparente contradição se origina da necessidade de testar o valor masculino e da duplicidade de seu desejo. As solicitações de entrega, bem como as recriminações e os jogos de ciúmes, visam testar a qualidade do reprodutor e protetor de sua prole.

Quando as damas afirmam que querem os bons, sensíveis, românticos, honestos, trabalhadores e sentimentais estão dizendo a verdade porém de forma parcial pois não revelam para que os querem. E para que os desejam? Para que as sirvam enquanto elas entregam seu coração, alma e sexo aos insensíveis e cafajestes. Os bons são desejados como bestas de carga provedoras que garantem a criação da prole mas jamais como reprodutores.


O inconsciente feminino não vê a bondade masculina como algo nobre que deva ser retribuído com amor fiel. A toma como um sintoma de fraqueza que precisa ser explorado para se obter benefícios pessoais e nada mais além disso.

É por isto que os bajuladores submissos levam cornos: não servem para nada além de trabalhar, prover e levar chifres. Ao assumirem um papel passivo na relação, comunicam que são exemplares inferiores da espécie, portadores dos piores genes e, portanto, inadequados ao acasalamento. Conseqüentemente, as fêmeas não sentem pelos mesmos nenhuma excitação sexual. Quando os submissos se casam, recebem apenas uma quantidade racionada de favores eróticos, o mínimo para não se rebelarem contra o adestramento.


Todas mulheres fantasiam com os mesmos arquétipos masculinos; por isso devemos ter o cuidado de saber em quais arquétipos elas estão nos classificando (através dos testes).

Muitas vezes as vemos extasiadas lendo romances água-com-açúcar e acreditamos por isto que os homens românticos correspondam ao ideal masculino que trazem na alma e ao qual desejam ardentemente se entregar. Isto é um erro: o romântico é um escravo emocional que dá amor sem recebê-lo e que não as completa. Ao lerem os romances, as leitoras se situam no papel da mocinha simples de pouca beleza que conquista e submete pelo amor o herói que está no topo de hierarquia masculina. É curioso notar que em tais romances o herói apaixonado satisfaz todos os sonhos absurdos da mocinha mas não tem seus sonhos satisfeitos pois é um simples servo. As leitoras se imaginam recebendo amor e não dando, como às vezes parece. Há nisso tanta perversidade e crueldade quanto na pornografia masculina pois as peculiaridades do sexo oposto são violentadas. O carinho e o sexo que os heróis dos contos românticos recebem são mínimos e o amor é assexuado ou apenas levemente sexuado. Não há pornografia. Os contos cor-de-rosa são contos de vitórias femininas na batalha do amor. São “épicos” neste sentido.

6- O desejo de serem resgatadas do vilão (marido provedor) por um cavaleiro (amante) – o “desejo de emoções fortes”

Em geral, o casamento é uma armadilha para o homem. Após ser atraído, fisgado e preso, o esposo serve a alguns desejos do inconsciente feminino, dos quais o principal é a fantasia de ser um misto de cortesã com princesa indefesa a espera de um cavaleiro.

Convém observar que as explosões de paixão e libido normalmente não acontecem dentro do casamento mas fora. E uma das razões para tanto é que a esposa precisa sentir-se uma princesa raptada por um vilão ou um dragão. O amante, então, encarna o arquétipo do príncipe encantado, do cavaleiro que a resgata da dor, do sofrimento e da prisão.

Obviamente, após a princesa se casar com o príncipe, este se converte em marido e, portanto, em novo vilão e o ciclo se repete. As intensas emoções no adultério, ou nas traições dos romances em geral, são proporcionadas pelo marido/namorado/noivo, com sua presença constantemente ameaçadora, e não somente pelo amante em si como parece à primeira vista. Eis a razão pela qual o amante, quando se casa com a adúltera, tem grandes chances de ser posteriormente traído por esta. Uma vez casado, os papéis se modificam e a fantasia feminina já não pode mais ser satisfeita sem uma nova paixão extra-conjugal. As mulheres não sentem remorso nesses casos porque consideram que os sentimentos justificam moralmente o ato. Para as mulheres, é certo aquilo que provoca sentimentos agradáveis e errado aquilo que as desagrada emocionalmente.

Essas damas preferem enganar o marido a agir honestamente, dizendo-lhe que se sentem atraídas por outro. O fazem para que a emoção da paixão com o amante seja mais intensa devido ao risco oriundo da proibição e também para preservar os benefícios que o casamento lhes proporciona.

Para justificar para si mesmas o fato de que se interessam por outro e, deste modo, não se sentirem traidoras sem valor, as “vadias” tentarão forçá-lo a assumir um entre dois papéis: o de carrasco violento ou de marido indiferente que "não dá atenção". Esteja atento e não aceite essa tentativa de "culpar o inocente" e se fazer de vítima coitada e inocente.

Elas são melodramáticas, teatrais e possuem a rara habilidade de acreditarem em suas próprias simulações e fingimentos sem perderem a consciência de que estão fingindo. Conseguem tal façanha dividindo-se em duas partes: uma que acredita no fingimento e outra que preserva a ciência do fingimento.

A felicidade em si mesmo

| 9 comments
por Machistas Esclarecidos (The Happy Single)
Comunidade Mulher Gosta é de Homem Babaca (MGHB)
Post original excluído
Backup de 20/04/2011 por Soldado


O desejo de ser afortunado é inerente à existência humana. Nossos sonhos, planos e anseios são produto da vontade de ser feliz, por trás de cada ato se esconde o desejo pelo contentamento ou a recusa pelo dissabor.

A felicidade é a razão, objetivo e guia da vida, ela fundamenta nossas ações e determina o caminho a ser seguido; de modo que quem busca a satisfação em quimeras experimentará as aflições de um destino malogrado. Sendo a vida subordinada à felicidade, isto é, sendo nossas ações regidas pela busca do contentamento, uma existência sã depende sobretudo de onde depositamos nossa felicidade.

O êxito exige escolhas acertadas, não será feliz quem se pauta por concepções equivocadas.

Talvez nada seja tão deletério à saúde emocional do homem do que a concepção de que a felicidade reside no “amor” [1], de que devemos buscar a satisfação no amor apaixonado. Essa idéia nefasta está fortemente disseminada na sociedade, sendo reforçada por romances, canções, filmes e novelas que insistem na exaltação da paixão (algo funesto!). É muito comum nos depararmos com declarações do tipo: “É impossível ser feliz sozinho.” [2] “O homem não é nada sem o amor de uma mulher.” Somos bombardeados por afirmações como essas já em tenra idade, fomos doutrinados a procurar a felicidade nas mulheres desde crianças.

Nossa sociedade tem por praxe educar os homens para fazer o oposto do que deve ser feito, sendo que o caminho da felicidade que nos é ensinado não foge à regra. Depositar a satisfação nas mulheres só torna o homem mais infeliz, a estrada que nos dizem ser o caminho para a alegria na verdade é a via para a desgraça.

As mulheres podem arruinar um homem financeiramente, destruí-lo emocionalmente ou atribulá-lo, mas nunca o tornarão feliz (não conte com isso!)[3].

Na melhor das hipóteses, ao confiarmos nosso contentamento às fêmeas, apenas experimentaremos um júbilo efêmero seguido de acentuada e persistente aflição. O homem que tem a mulher como elemento imprescindível para a felicidade é um desgraçado, um ser internamente miserável. Se nossa satisfação reside na mulher, tornamo-nos infelizes quando o relacionamento termina, além disso, experimentamos grande desgosto na solidão [4]. Quem considera a mulher indispensável à felicidade lhe torna tirana; com sua alma pequena, a mulher costuma ser sádica com homens sentimentalmente dependentes. Com o medo de perder a fonte de felicidade (nesse caso, a mulher), vem a incapacidade de comandar a relação. A mulher, ao perceber que o homem não consegue se impor, sente-se à vontade para manifestar seu caráter ordinário, abusando da dependência do parceiro. Depositar a felicidade nas mulheres não só impossibilita que o homem cumpra com seu papel na relação, na maioria das vezes também transforma a vida do homem numa empreitada inglória, empreendida em nome do “amor”.

As mulheres, iludidas pelo arquétipo do “super-homem” (homem desprovido de fraquezas), detestam homens infelizes. Logo, para os homens que ainda não encontraram a verdadeira felicidade, freqüentemente só resta o círculo vicioso:Ser infeliz por não ter mulher e não ter mulher por ser infeliz. Nenhum homem pode alcançar a felicidade na mulher, ninguém pode encontrar a felicidade onde ela não está. Vejo muitos homens (principalmente jovens) deprimidos porque não conseguem encontrar uma mulher que os aceite, rapazes que foram enganados pelo famigerado “É impossível ser feliz sozinho.” . Anos de doutrinação amorosa equivocada tornaram muitos homens cegos para a verdade, e a verdade é a que a felicidade não pode ser encontrada, mas cultivada.

Cultive a satisfação em si mesmo!

Os livros, as canções, a mídia e as mulheres (principalmente as mulheres!) apregoam aos 4 cantos que um homem sem mulher não é nada, que as mulheres são a única fonte de valor para o homem, o maior tesouro [5]. Mas a maior riqueza, a maior virtude é a felicidade em si mesmo, é a felicidade que alcançamos quando cultivamos qualidades internas, quando desenvolvemos nossa disciplina, ambição, independência emocional, força e olhos para a verdade. A verdadeira satisfação reside na auto-suficiência. Não se deixe iludir por “É impossível ser feliz sozinho.”, essa é uma mentira funesta engendrada por vadias e homens efeminados escritores de novelas (Da Globo, principalmente). A felicidade em si mesmo é uma realidade, eu e muitos dos meus amigos somos prova disso. O homem verdadeiramente homem só precisa da mulher para se satisfazer sexualmente [6] e ter filhos. Relevando o fato de parecer contraditório: Cultive a felicidade em si mesmo e você a encontrará, pois a felicidade não pode ser encontrada onde ela não está.

Notas do autor

[1] Coloco a palavra amor entra aspas (“ ”), pois o que testemunhamos hoje não é amor, mas apenas prostituição e vaidade.

[2] Como na famigerada música “Wave” de Tom Jobim:
“Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho...

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho...

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais e a eternidade...

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver...

Vou te contar...”

[3] As únicas coisas boas que a mulher moderna pode te oferecer é sexo e filhos.

[4] A solidão é a típica condição dos homens comuns.

[5] As mulheres ficam nervosas quando declaramos que o homem pode ser feliz por si mesmo, porém, contraditoriamente detestam homens que necessitam delas para serem felizes. Fazem isso porque não se importam conosco, adoram ver um homem sofrer.

[6] Houve um tempo em que elas acrescentavam algo, em que valia a pena se relacionar. Mas o feminismo estragou tudo!

Frases complementares ao texto

A verdadeira felicidade custa pouco; sendo cara, é porque a sua qualidade não presta.
-François Chateaubriand

Quem não encontra a felicidade em si mesmo, é inútil procurá-la em outro lado.
-François La Rochefoucauld

Não devemos, portanto, depender do que nossas companheiras oferecem para sermos felizes. A felicidade deve ser buscada em nós mesmos, o que é realmente muito difícil.
-Nessahan Alita

Ai daqueles que acreditam na felicidade terrena e a buscam fora de si mesmos, no amor apaixonado. Somente encontrarão ali o sofrimento e a loucura.
-Nessahan Alita

Entrevista com Flávio Gikovate, psiquiatra
Entrevista completa



Veja - Ficar sozinho é melhor, então?
Gikovate - Há muitos solteiros felizes. Levam uma vida serena e sem conflitos. Quando sentem uma sensação de desamparo, aquele "vazio no estômago" por estarem sozinhos, resolvem a questão sem ajuda. Mantêm-se ocupados, cultivam bons amigos, lêem um bom livro, vão ao cinema. Com um pouco de paciência e treino, driblam a solidão e se dedicam às tarefas que mais gostam. Os solteiros que não estão bem são geralmente os que ainda sonham com um amor romântico. Ainda possuem a idéia de que uma pessoa precisa de outra para se completar. Pensam, como Vinicius de Moraes, que "é impossível ser feliz sozinho". Isso caducou. Daí, vivem tristes e deprimidos.

Territorialismo (Posts Poderosos do Silvio)

| 5 comments
por Silvio Koerich
Backup de posts do Silvio no Orkut

Parte 1 da série "Posts Poderosos do Silvio". São alguns dos melhores textos que o Silvio Koerich postou no Orkut. Veja também a Parte 1: Territorialismo, a Parte 2: Começo de Relacionamento, a Parte 3: Poder de Barganha, a Parte 4: A missão do Silvio Koerich, a Parte 5: Liderando seu relacionamento, e a Parte 6: Desmascarando o discurso oficial feminino.

Parte 1: TERRITORIALISMO

O avatar da "japinha peituda" usado pelo Silvio Koerich no Orkut.

Tu não gostas dela, tu tens é possessividade.

Simples.

Tu foi pego pela "possessividade masculina".

O que tu sentiu foi apenas a possessividade masculina gritando pra cima dos teus instintos falando "porra a gostosa tá com outro eu kero ela só pra mim mesmo que eu não esteja com ela, kero ela intacta".

Isso é normal, somos machos territorialistas.

Vou te dar um exemplo, minha ex, eu a odiava com todas as forças ela é um ser maligno, cruel e quando digo maligno é coisa do capeta.

Enfim depois de meses sem ver ela, ao vê-la com OUTRO, mesmo a ODIANDO, eu fikei bastante perturbado. Ora mas eu não a odiava? Simples, era minha possessividade de macho gritando e ficando puta. Eu a comi, eu enfiei meu pau nela, ela era minha e agora é de outro.

Isso incomoda e isso é NORMAL. A kestão é saber lidar com isso.

Se eu tivesse voltando pra ela, eu nao aguentaria uma semana, nem um dia. Eu iria kerer voltar só pra não vê-la com outro.

TERRITORIALISMO é teu amigo mas também teu inimigo.
____________________

[Dúvida] Esse caso deve ser perdoado?
Estou namorando. (...)

Fiquei sabendo depois, POR TERCEIROS, que ela já havia realizado dupla penetração em uma festa, bem antes de me conhecer.

Mas eu quero mesmo saber do pessoal daqui se haveria, em uma situação hipotética, alguma possibilidade de perdoar os erros do passado de uma atual namorada, sendo que ela se mostra sincera e disposta a mudar.

Nunca. NUNCA.

Essa é a coisa que mais me aterroriza, saber que o passado de uma namorada é sujo e imundo e que ela fez coisas que não faz comigo ou fez coisas que nunca faria comigo se fosse casualmente.

E não só isso: Um verdadeiro homem territorialista sentiria NOJO AUTOMATICO ETERNO por uma namorada sua ao saber disso.

Não consegueria nem mais tocá-la. Nem beijá-la. Toda a imagem de carinho que ele tem iria pro ralo e simplesmente ele nao conseguiria nem mais ter relaçoes sexuais com ela.

DP é uma das coisas mais degradantes pra um homem saber.

Vão agora num site pornô e vejam O QUE É Dupla penetração. É EXTREMAMENTE humilhante.
____________________

Mulheres rodadas são humilhantes pro homem de bem

Vou meter a real agora, estou furioso esse assunto me deixa com diarréia de tanto stress.

Tu tá lá todo cheio de amor pra guria. Conquista ela, manda flores. A trata muito bem, com respeito, dignidade, carinho. Ela é uma mulher e tem toda sua individualidade e tu quer conhece-la bem pra ter algo legal.

Ae passa meses de jantares, luais, rodinhas de violão, cartas de amor, declarações, torpedos, passeiso romanticos, piqueniques, viajens ao campo, praia.

Aí então começam a namorar. Blz. Um dia podem até se casar.

Mas, você paspalhão que fez tudo isso e realmente AMA sua esposinha/namoradinha SOUBESSE que a MESMA MULHER que fez tudo isso contigo, é a MESMA que fez sexo casual com homens que conheceu de primeira na balada, dando o c*, engolindo p****, e fazendo loucuras sendo que esse cara apenas falou palavras patéticas e é bonitão cheio de marra.

ISSO É JUSTO? ME DIGAM?????? ME RESPONDAM???

A real é que homens honrados e viris tomam como ofensa saber isso. São territorialistas e exigem respeito. Uma mulher que faz isso com pitboys de balada ao mesmo tempo que exigem essas patetadas romanticas com você pra namorar está TE OFENDENDO indiretamente está te desrespeitando e humilhando.

Uma mulher que faz isso nao tem respeito pelo cara. Ela já começa o namoro SEM respeito porque ela SABE o que fez.

O pior é que todas hoje em dia são assim.

Eu quero ver alguem refutar isso que falo, QUE NÃO É HUMILHANTE.

EU TE DESAFIO PRA PORRADA
____________________

Término de relacionamento.

Tudo o que tais passando boa parte aki já passou.

Primeiro o homem não deve acreditar nas frases de amor eterno e de pretenso amor pós-relacionamento.

Isso são frases bonitas de novela e hollywood que elas aprendem. É tudo mentira, é tudo jogo de cena, elas gostam de momentos de drama e "amor eterno", se sentem numa novela, se sentem "românticas" e ajuda a não "magoar" muito o homem porque elas nao gostam de parecer as vilâs (elas tem pavor) e sim de vitimas.

Dito isso, após o término ela irão se divertir a beça em baladas, beijando alfas, cuidando do cabelo, vestindo roupas curtas, vão cagar no que elas falaram pra ti.

Por isso que deve-se ignorar o que elas falam pra que depois nao fikes pensnado "ai ela falo que me amava e tá lá com outro".

Não se impressionem. Frieza e desdém são vitais, e também internalizar que elas MENTEM no que falam SEMPRE, é o ATO FEMININO que CONTA.
____

Os ciúmes e possessividade masculina são outro problema. Eu também sempre tenho possessividade sexual das mulheres que me relacionei mesmo quando eu acabei. Isso é normal, isso mostra que é mais homem e tem mais testosterona e é mais primitivo Bufalo que os outros.

Mas tem que dominar isso. O que eu faço é o que tu fez, se lembrar dos momentos ruins, e racionalizar que eu nao KERO ELA e sim eu kero o beijo e sexo dela, e isso dá pra ter de outras.

As fraquezas que se sentem após o término são normais. Somos mais fracos emocionalmente que elas. Nós temos menos oportunidades de sexo, beijo e namoro que elas, ou seja, menos opções por isso nosso desespero e sofrimento são maiores.

Isso vem do passado quando 80% das mulheres se reproduziram e apenas 40% dos homens o fizeram. Ou seja, nós homens nunca queremos perder uma mulher porque ela pode ser nossa unica chance de reprodução e isso está arraigado na nossa cabeça.

Dito isso, devemos vencer esse instinto estupido e ADMITIR a melhor situação e força mental delas e entender que elas vencem mas no longo prazo é o que conta pra nós.

Regras para não ser paspalho com as mulheres (parte 2)

| 15 comments
por Soldado
Coletânea de frases de diversos autores

Esta é a parte 2 da série "Regras para não ser paspalho com as mulheres" (veja também a parte 1 e os 16 Mandamentos dos Relacionamentos). Se quiser deixar de ser paspalho, você precisa internalizar essas regras. Cada regra é seguida de frases e pensamentos explicativos, principalmente de Nessahan Alita, Silvio Koerich e Roissy (ou Heartiste).


Hermione

5 - Evite dizer abertamente que é machista; se passe por moderninho pra elas confessarem as putarias do passado.

Não mande a real, pareça liberal.

Silvio: A tática de incentivar a mulher a falar merda e ser "liberal" é sempre a melhor forma de descobrir as coisas delas. Quando o homem é compreensivo e liberal elas revelam os segredos sexuais mais grotescos e profundos por se sentirem seguras pra falar pra ti que em teoria é um cara liberal, tranquilo e que não liga pro passado. É aí que tu pega elas no pulo. Essa é uma das táticas MAIS poderosas de Nessahan Alita que eu revivi e melhorei.

Soldado: veja essa tática no relato Fui enganado por uma safada mas dei o troco e no relato Minha prima confirmou a sacanagem feminina.

Doutrinador: Paspalhos: avaliem suas parceiras ou chorem amanhã!


6 - Não trate uma mulher melhor do que ela trata você.

Não trate as mulheres melhor do que você trata os homens.

Silvio: Há um hábito imundo por parte dos homens que é tratar mulheres melhor que tratam os homens. [...] A partir do momento que tu tratas as mulheres como tratas os homens, sem privilégios, sem risinhos idiotas, sem gentilezas patéticas, as mulheres sentirão o baque da REAL IGUALDADE batendo na bunda, a dura vida sem o suporte masculino versus a alegria, diversão e cooperação da presença masculina na sua vida diária.


7 - Não bajule ou infle o ego das mulheres.

Silvio: Quanto mais elogios masculinos, quanto mais babação de ovo, indiretas, privilégios, gentilezas masculinas, MAIOR o ego delas e MAIS NOJENTAS elas se tornam. Isso é uma das causas atuais da podridão feminina, é MUITA BAJULAÇÃO e DESESPERO MASCULINO atualmente (pois 20% dos homens COMEM 80% das mulheres, NÃO ESKECE). Portanto: Pare de postar comentários BESTAS no facebook nas fotos delas. Pare de elogiar toda piriguete na rua. Não assobie na rua pra bundas grandes. Pare de brincadeirinhas idiotas do tipo “ah isso lá em casa”, “uhhhh”, “deliiiiicia”, “nuuuuussssa”. Não BUZINE quando passar por mulheres. Não pergunte se ela está bem. Não mande beijos. Não dê bola para todo minimo comentário que elas fazem. Se ela mudar o cabelo não comente. Tu podes olhar pra ela e secá-la discretamente mas se resuma a isso.

Doutrinador: Não seja um inflador de ego (ombro amigo) sempre disponível para confortar mulheres (principalmente as recém-chutadas por cafajestes ou de baixa-estima). Não fique sempre disponível no MSN ou facebook para ouvir as crises depressivas delas, na esperança de comê-las. Quando você se revolta e pensa em investir mais fortemente, elas dizem que “você entendeu tudo errado e é apenas um bom amigo”. Portanto não seja idiota. Não seja um miguxo matrixiano sempre acessível.


Pescando elogios.

Roissy: Homens são condicionados para agradar, cumprir vontades, oferecer ajuda, impressionar, buscar aprovação, puxar saco e massagear ego de mulheres atraentes. Desde o primeiro filamento de DNA, os homens têm uma compulsão inata de "ganhar" as mulheres. De ganhar a aprovação delas, a admiração delas, os tapinhas nas costas. É difícil reconhecer essa compulsão dentro de nós, superá-la e fazer exatamente o contrário.

10º Mandamento dos Relacionamentos: Ignore a beleza dela.

Nessahan: Ao nos apressarmos em bajular e agradar, estamos comunicando indiretamente que somos submissos e que não há necessidade de que nada seja feito para nos prender. (...) As pessoas apenas se preocupam com as coisas quando as estão perdendo.


8 - Demonstre desejo quando necessário e não dê muita bola no resto do tempo.

Doutrinador: O principal erro do homem dentro de um namoro ou relacionamento fixo é achar que a mulher é uma deusa que precisa ser sempre servida e venerada através de romantismos, que é legal ser SEMPRE um cara atencioso, carinhoso e bonzinho. Embora isso até possa agradá-las no começo do namoro, em pouco tempo te tornará um cara “pegajoso” (sinônimo de pau mole). Não tome esse rumo. Seja quente quando necessário, mas frio no resto do tempo. Não seja um cara morno, ou ela começará a molhar a calcinha por um marginal frio e determinado.

Nessahan: O ponto chave é "comê-la bem comida" e não dar muita bola.


1º Mandamento dos Relacionamentos: Nunca diga "Eu te amo" primeiro.

14º Mandamento dos Relacionamentos: Coma-a bem.

Nessahan: A idéia de serem desejadas deixa as mulheres felizes: "A felicidade do homem se chama 'Eu quero'. A felicidade da mulher se chama 'Ele quer'." (NIETZSCHE, 1884)

Madame de Staël: O desejo do homem é pela mulher, mas o desejo da mulher é pelo desejo do homem.

Mulheres nascem valorizadas. Homens lutam para serem valorizados.

| 17 comments
por The Truth
Título original: O homem “comum” vive na depressão!
Blog Questionando o Feminino
Post original de 04/01/2011


Ultimamente se fala muito da depressão feminina, mas a realidade prova que a depressão masculina é muito mais comum do que a feminina!

Na virada de ano, observei bem o comportamento dos homens e das mulheres! O que eu percebi era que os homens manifestavam pelo olhar, uma tristeza e um vazio enorme. Enquanto isso, as mulheres pareciam felizes e animadas.

Era fácil entender porque isso acontecia. Enquanto elas conversavam em grupinhos, toda hora chegava um cara no grupo e tirava uma delas para conversar. Ou seja, as mulheres manifestavam através da alegria, a segurança de serem valorizadas. A mulher é valorizada pelo simples fato de ser mulher! Elas simplesmente estavam paradas e os homens se aproximavam e iniciavam uma conversa. No final da noite, a maioria dos homens estavam bêbados e deprimidos e com um olhar perdido.

O homem vive a depressão desde sempre, pois a vida dele é marcada por altos e baixos o tempo inteiro. Depois das festas, a maioria dos homens voltam para casa deprimidos. Na ânsia de serem valorizados, os mesmos buscam melhorar em vários aspectos da vida deles. Mas repetidamente eles experimentam o fracasso e sentem que não possuem valor. A luta de muitos homens parece uma luta cósmica. Nada do que eles fazem parece ser suficiente para as mulheres. Assim, eles padecem da depressão, pois sentem que todo o esforço é inútil.

A depressão masculina começa desde a adolescência. Nesse período, os homens já percebem a profunda facilidade que as mulheres possuem nos relacionamentos. Nas primeiras festinhas , os homens já percebem o quanto as mulheres são assediadas e valorizadas e o quanto eles são insignificantes para elas. Muitos deles já começam a sofrer pelas mulheres desde cedo. Muitos deles foram desprezados na adolescência e trocados pelos bagunceiros e violentos da escola, que eram esboços de cafajestes.

A profunda desvalorização que os homens sofrem enquanto são novos é a causa da depressão dos mesmos. Muitos homens tomam inúmeros nãos, foras e ficam traumatizados com o fracasso. Muitos desistem de tentar chamar as mulheres para sair, depois de tantos nãos e foras, pois se cansam de tanto sofrimento e experiências ruins e acabam se “contentando” com a solidão. Então eles passam a maior parte do tempo sozinhos e deprimidos. Outros conseguem um relacionamento, mas estão com a auto-estima tão baixa, que vivem com medo de serem abandonados e tratam a namorada como se fosse a última coisa que eles possuem na vida.

A depressão masculina é real e muito forte. Só que os homens não reclamam como as mulheres. As mulheres reclamam absurdos quando estão deprimidas e chamam a atenção de todo mundo para o problema delas. Mas os homens sofrem calados. Muitos cometem suicídio quando ninguém espera, pois eles escondem a depressão de todo mundo.

Outros manifestam a depressão através de hábitos nocivos. Muitos homens dizem que estão bem, mas fumam e bebem num nível excessivo para quem está bem e feliz. Ou seja, eles camuflam a depressão com vícios e com excesso de trabalho.

O homem novo vive na depressão porque é desvalorizado o tempo inteiro. Ele é humilhado pela mulher que ama. Ele sabe que não terá meios, nem condições de conquistar a mulher que ama e que talvez a mesma não seja o que ele imagina.

Além de ser desvalorizado, o homem novo sofre porque sabe que não achará o tipo de mulher que ele procura. Ele freqüentemente é coerente, mas percebe que o modelo de homem que as mulheres valorizam é incoerente. Essa injustiça provoca no homem um sentimento profundo de impotência em relação à realidade.

O homem muda porque é obrigado a mudar para sobreviver. Muitos homens tornam-se frios e céticos com relacionamentos, pois sofreram tanto na mão das mulheres, que não acreditam mais em amor. E eles estão certo, mas o problema é que eles perdem nesse processo a capacidade de satisfação com os relacionamentos. A frieza resultante de tanta desvalorização resulta numa anestesia que os libertam da dor, mas que também os tornam insensíveis para a alegria.

A depressão masculina torna-se uma frieza na medida em que o homem envelhece, porque tudo o que ele experimenta como bom e positivo, agora parece fake e artificial. A felicidade do homem mais velho parece falsa, pois ela parece ser apenas o resultado de inúmeros esforços. Ou seja, se tais esforços não fossem realizados, ele jamais seria valorizado.

O homem luta a vida inteira para ser valorizado e para escapar da depressão. E quando finalmente é valorizado, tudo o que as mulheres fazem por ele parece falso e artificial. O homem muitas vezes substitui a depressão pela frieza e pelo ceticismo. Ele simplesmente perde a capacidade de acreditar nas mulheres, pois ele agora tem a certeza de que nunca será valorizado pelos motivos que ele acha corretos, mas sempre por motivos interesseiros.

Quando o homem sai da depressão, ele descobre a realidade. Por trás da depressão, há um profundo romantismo. O homem deprimido é romântico e acredita que as mulheres amam os homens pelo caráter deles, pela sensibilidade deles e pela inteligência deles. Só que depois de tantos os fracassos, os mesmos aprendem pela pior via que isso não existe. O romantismo das mulheres é absurdamente insensível para as limitações do homem. O homem novo que é desvalorizado pelas mulheres jamais será valorizado no sentido romântico almejado inicialmente. E quando ele for valorizado, o será pelos motivos mais interesseiros, como por exemplo, uma promoção de trabalho, ou a compra de um carro de luxo.

A cura da depressão masculina é a cura do romantismo. Mas muitas vezes essa depressão se transforma em raiva e revolta, ou frieza e ceticismo. As mulheres não entendem essa mudança e entendem que os homens são insensíveis por natureza e elas as únicas sensíveis da história. Por outro lado, elas são incapazes de entender, que a forma como elas desvalorizam os homens, os insensibilizam fortemente. As mulheres insensibilizam os homens através dos padrões excludentes delas.

Enquanto as mulheres são progressivamente desvalorizadas na medida em que envelhecem, o homem já nasce desvalorizado e luta para ser valorizado. A mulher é valorizada simplesmente por ter um corpo atraente e ela não tem mérito nenhum nisso, pois ela nasceu com esse corpo. Mas o homem precisa lutar para ser valorizado e sofre tanto nessa luta que padece ou da depressão ou da frieza.

A depressão feminina é situacional. Elas ficam deprimidas quando são exigentes demais, ou quando perdem relacionamentos vantajosos para elas, mas não sofrem da depressão da forma crônica como os homens sofrem. Isso ocorre pela seguinte razão: a mulher não convive com o sentimento de não ter valor, porque elas não vivem a rotina do desprezo e da desvalorização como os homens vivem! Já o homem comum, o beta convive com o desprezo e a desvalorização de si pelas mulheres o tempo inteiro.

As jornalistas balzaquianas falam muito da depressão feminina, do dilema das trintonas, quarentonas e cinquentonas. Mas elas se esquecem que essa depressão é efeito apenas do mau uso da liberdade feminina. Mulheres incoerentes e promíscuas tornam-se depressivas na medida em que perdem vantagens sexuais. Trintonas, quarentonas e cinquentonas só ficam deprimidas porque escolheram muito mal e elas sabem muito bem disso.

Mas os homens sofrem e padecem da depressão por mais coerentes que eles sejam. E eles saem da depressão justamente quando descobrem que o que as mulheres chamam de amor é um modelo injusto e interesseiro em quase a totalidade dos casos.

As mulheres querem impor o modelo de felicidade delas à realidade e na medida em que não conseguem, elas tornam-se deprimidas. Enquanto o homem luta para ter valor, a mulher apenas administra o valor que já nasce com ela.

20 regras do pensamento feminista

| 6 comments
por Soldado
Baseado no texto The Sweet Pink Rules of Feminism


1. Feminismo é a idéia de que podemos fazer os dois sexos iguais focando apenas nos problemas de um deles.

2. As mulheres são tão boas quanto os homens em tudo, exceto nas coisas em que as mulheres são melhores.

3. As mulheres são igualmente capazes de fazer tudo que os homens fazem e os homens não fazem nada direito.

4. Nós desprezamos comportamentos associados ao estereótipo da masculinidade, mas celebramos quando o mesmo comportamento é exibido pelas mulheres.

5. Nós exigimos que as mulheres possam entrar na polícia/exército porque nós somos igualmente capazes de encarar pessoas perigosas e violentas. Mas nós também rimos da idéia de que um marido possa ser vítima de abuso físico porque todo mundo sabe que elas não são capazes de encará-los.

6. Nós atacamos os estereótipos de gênero que retratam as mulheres negativamente, enquanto abraçamos os que nos retratam positivamente. Para os homens nós invertemos essa regra.

7. “Poder” nas mãos dos homens é sempre destrutivo, egoísta, tirânico, nocivo e opressor. O mesmo “poder” nas mãos das mulheres é sempre democrático, acolhedor, honesto, bom para o meio-ambiente e bom para a humanidade.

8. Os homens não sabem como é difícil ser mulher porque nunca estiveram na nossa pele. Mas nós sabemos como é fácil ser homem mesmo sem nunca ter estado na pele deles.

9. Qualquer crítica ao feminismo é um discurso de ódio, mas o discurso feminista pode criticar e ser odioso quanto quiser. Qualquer crítica às mulheres é machista, odiosa ou frustrada, mas críticas aos homens são aceitáveis.

10. Se alguém ousa criticar os comportamentos das feministas, você deve desdenhá-lo dizendo que ele está atacando “femistas” ou “falsas feministas” – caricaturas das “verdadeiras feministas”. Sinta-se livre para atacar os homens todos os dias da semana com a falácia do espantalho.

11. Se você não é mulher, então sua opinião não conta, seu sexista.

12. O único feminismo que você está oficialmente autorizado a criticar é o da Valerie Solanas. Essa feminista precisou defender o extermínio de metade do planeta – literalmente – antes que as outras feministas percebessem que ela tem um parafuso a menos.

13. Uma feminista precisa dizer “patriarcado” ou “machismo” pelo menos noventa e sete vezes por hora. Na milionésima vez que ela usar uma dessas palavras, ela ativa uma chuva de confetes e ganha um prêmio fabuloso.

14. Como uma feminista, você deve se opor aos estereótipos de gênero. Mas não deixe isso impedi-la de constantemente estereotipar os homens como uma classe privilegiada de opressores debilóides que sempre conseguem o que querem.

15. Ovários bons, testículos maus. O cromossomo X é bom, Y é ruim. Testosterona malvada.

16. Nós acreditamos que todas as mulheres deveriam ter acesso irrestrito a qualquer tipo de aborto, sem nenhuma pergunta. Nós também acreditamos que aborto deveria ser firmemente restrito na China para prevenir que milhões de garotas em potencial tenham suas vidas roubadas.

17. Nós definimos o machismo como "a crença de que os homens são superiores às mulheres" ou "comportamento de quem não admite a igualdade de direitos para o homem e a mulher". Mas tudo que nos desagrada chamamos de machismo, mesmo quando não cabe nas nossas definições.

18. Se um homem trabalha 60 horas por semana para sustentar sua mulher que cozinha e lava, o homem explora a mulher. Se uma mulher trabalha 60 horas por semana para sustentar seu marido que cozinha e lava, o homem explora a mulher.

19. Se existem mulheres que não aceitam o feminismo, o problema está só nelas e não no feminismo.

20. Queremos igualdade dos sexos, mas sem perder nossos benefícios exclusivos, como cavalheirismo, prioridade em emergências, pagar menos em festas, não pagar contas de restaurantes e motéis (no máximo rachar) etc.

Nessahan Alita resumido e comentado (capítulos 2 e 3)

| 5 comments
por Nessahan Alita
Livro Como lidar com mulheres (2008)
Capítulos 2 e 3
Resumido e comentado por Soldado




2. As etapas do trabalho de encantamento de mulheres refratárias e arredias

Uma boa forma de marcar-lhe a imaginação para que fique pensando em você por um bom tempo é assumir-se como machista (esclarecido, consciente, pacífico e protetor, é claro) pois seus rivais sempre fingirão que são feministas para agradar. O que interessa aqui é sobressair-se como um cara diferente, seguro, que não teme mostrar suas convicções e que não precisa de ninguém.

Nessahan está errado nessa parte (ele até muda de opinião em outros textos). A melhor estratégia não é "assumir-se como machista", mas "demonstrar ser liberal e compreensivo". Aprenda a lição do Silvio Koerich:
Não meta a Real, demonstre ser liberal
A tática de incentivar a mulher a falar merda e ser "liberal" é sempre a melhor forma de descobrir as coisas delas.
Quando o homem é compreensivo e liberal elas revelam os segredos sexuais mais grotescos e profundos por se snetirem seguras pra falar pra ti que em teoria é um cara liberal, tranquilo e que nao liga pro passado.
É aí que tu pega elas no pulo.
Essa é uma das táticas MAIS poderosas de Nessahan Alita que eu revivi e melhorei.

Sobre mulher monossilábica, silenciosa, ou que não responde direito:

Algumas mulheres costumam mostrar-se inicialmente abertas mas, após o contato, ficam mudas para nos desconcertar, observando como saímos desta situação embaraçosa e se divertindo às nossas custas. Neste caso, seja curto e direto em seus comentários, tomando a iniciativa de terminar a conversa antes de ficar com cara de tacho. Se estiver ao telefone, tome a iniciativa de desligar; se estiver conversando cara a cara, tome a iniciativa de terminar o diálogo e vá embora sem olhar para trás. Adie as investidas para outro dia, dando-lhe uma boa lição. Isso irá impressioná-la. Normalmente, nos contatos seguintes a lição surte efeito e a torna mais amável... Não faça as investidas enquanto a guarda estiver fechada.

Feministas e funkeiras contra prostituição e pornografia. Piada?

| 4 comments
por Silvio Koerich
Backup do blog do Silvio por Soldado



Uma das contradições mais hilárias e nojentas das feministas e mulheres moderninhas politicamente corretas é sua abordagem quanto à pornografia e à prostituição. Elas são tão sujas e hipócritas que nem conseguem viver de acordo com seus pensamentos.

Vou falar então pra vocês aí, o que mais me intriga nessas porras de feminista é a seguinte contradição e hipocrisia:

Eu costumo criticar essas putas de orkut, e não só putas, meninas de família que ficam tirando fotos de língua de fora, decotões, bunda, coxa, bikinis, poses eróticas, milhares de fotos com roupas sensuais como "não ker nada". EU critico porque isso é exposição feminina do corpo para marmanjos ficarem embaixo das fotos dizendo q ela é gostosa e no scrap inflando o ego. Elas são moderninhas que colocam seu corpo a mostra para o mundo inteiro ver via internet em fotologs, orkut, sexlogs etc. Só um idiota paga playboy hoje em dia se com alguns cliques vê ninfetas, meninas de família, coroas idiotas e esposas semi nuas em poses sensuais DE GRAÇA pra você ver.

ISSO é objetificação DO CORPO SIM. Mas se EU, SILVIO KOERICH, critico eu sou tachado de machista retrógado bundão eskroto que é contra o bem estar das mulheres.

Aí, se eu critico mulher que na rua se veste de forma vulgar, com esses vestidos super curtos que mostram a coxa e pernas inteira e também decotudas, TAMBÉM sou criticado como machista pelas feministas e também de gay pelos cafas que adoram essas meninas de família e mulheres vestidas assim. Também sou criticado por elas irem a micaretas ficar com 20 caras com seus shortinhos curtos e peitos a mostra.

Isso tudo é objetificação da mulher. Mas as feministas odeiam que eu critike. Elas têm o monopólio da critica até sobre isso. Se uma mulher criticar isso é vista como heroína, mas eu como machista. E sabe qual o argumento delas contra mim? É que "cada um faz o que quer".

Ora mas se cada um faz o que quer PQ DIABOS PROSTITUIÇÃO E PORNOGRAFIA DEVERIAM SER PROIBIDOS? Alguém colocou uma arma na cabeça das atrizes pornô? Das prostitutas?
Muitas mulheres podem procurar emprego e têm opções de trabalho, mas preferem a prostituição pelo dinheiro fácil e imediato (mais dinheiro em menos tempo).

Aí elas podem dizer "ah, mas o trabalho é feio, insalubre, tristinho, elas não têm outra opção". Ora mas que safadas, dá vontade de raspar o sovaco peludo dessas feministas e moderninhas. BURRAS. Quer dizer então que os milhares de homens em olarias, carvoeiras, pedreiras, agricultura, latifúndios, esses homens responsáveis por 95% dos trabalhos mais perigosos, insalubres, arriscados têm opção? Eles deveriam ser salvos?


Você, moderninha de orkut com bolsa da Louis Vitton, salto scarpin e ar condicionado e computador em casa, SE PREOCUPA com esses caras? Com o trabalho escravo de homens por aí? NÃO!!!!!!!!!!!!!!! Você tá cagando e andando pra eles!!!! Muitos não têm opção, ganham em 8 horas menos que uma mulher que arregaça as pernas em 30 minutos de programa e você ainda tem a coragem de me dizer que prostituição e pornografia objetifica a mulher sendo que milhares de homens são os verdadeiros objetos de trabalhos eskrotos por esse mundo afora. Safada saia da minha frente!!!

Mas continuando aqui, PQ DIABOS elas são tão defensoras do fim da prostituição e pornografia se na outra ponta mocinhas de família se exibem de forma mais vulgar na rua e no orkut do que putas e atrizes pornô e AS FEMINISTAS E MODERNINHAS NÃO CRITICAM?????????

Não só isso, as mesmas feministas que tanto criticam prostituição, pornografia e como os homens são machistas opressores num mundo patriarcal são as mesmas que ouvem hip-hop e rap misógino americano, funk brasileiro machista, axé que as objetifica, saem no carnaval dando por aí e sambando seminuas, vão em micareta ficar com 20, admitem ficar só com cafas pq são mais "gostosos" dentre outras coisas!

Total contradição e hipocrisia. O objetivo REAL de acabar com pornografia e prostituição é enlouquecer, domesticar, fazer os homens casarem e ficarem sedentos de sexo o que cega eles aos caprichos femininos o que facilita a extorsão de dinheiro via casamento, namoro e promessas de sexo. A contradição é brutal no comportamento sem falar como o movimento feminista em si busca defender os interesses DE UM SEXO só diante do outro. Não tem nada dessa porra generalista de defender todo mundo do sexismo.

"Feminismo é a idéia de que podemos fazer os dois sexos iguais focando apenas nos problemas de um deles."

PS: Quando falo feminista, não falo só da feminista engajada, falo daquela mulher moderninha folgada que se diz feminista repetindo clichês baratos falaciosos e que se acha muito porque tem um diploma estúpido e um Palio na garagem.

PS2: Sei que tem tráfico de mulheres, exploração sexual por aí etc. Isso deve ser combatido pq isso é crime e isso realmente é pernicioso. Agora prostituição normal e pornografia os argumentos tão valendo.

PS3 (comentário do Soldado): As prostitutas não são obrigadas a transar com os clientes. Elas podem recusar os homens que quiserem. Mas se tem um cafetão obrigando elas, por exemplo, então é crime que deve ser combatido, como o Silvio disse.